Eu: povo !

É curioso esse sentimento que eu vejo por aí de “não sou parte do povo”. É fácil identificar nos discursos: “o povo é muito burro”, “o povo não sabe votar”, “o povo esquece muito fácil do que aconteceu”. Começa com “o povo…” e termina com algo negativo o caracterizando. Nesse tipo de fala, o emissor se coloca distante do alvo de seu discurso. O emissor não é, nunca foi e jamais será povo. Interessante esse comportamento, sempre penso em questionar, mas acabo evitando o conflito. Vontade não falta.

Dúvidas pertinentes que me passam pela cabeça: “quem é povo?” “O que come? Onde vive? Como se veste? Quais são as características que o particulariza como povo? As características prováveis de serem menos inteligente? Menos capacitados? Ou a característica de serem tão diferentes e alheios ao que você é?” Leia mais… »