É lindo ser a gente

 

frances-b6c00a60fa28dbd4f1b61c1c46ab4c28-1200x600

Fazia tempo que uma premiação do Oscar não me deixava tão empolgada quanto a estatueta de melhor atriz para Francis Mc Dormand esse ano. Eu havia assistido Três anúncios para um crime na semana anterior e saído do cinema tão impactada com sua atuação que até esqueci que a Meryl Streep concorria na mesma categoria.

E sobre o discurso dela então, nem se fala :Francis foi sincera, cheia de energia, chamou as mulheres indicadas para se levantarem, colocou a estatueta no chão para ter uma perspectiva melhor. Um momento para ficar na história da cerimônia e apagar a opinião desnecessária do crítico, que na falta de algo melhor a dizer, citou a aparência de Francis como se fosse algo decisivo para a profissional fantástica que ela é.

O cinema está cheio de homens talentosos cuja visual passa longe de ser o que vemos em um comercial sexy selvagem de perfume francês.  Daniel Day Lewis é um talento indiscutível e ninguém se prende ao seu rosto incomum, Matt Damon é super elogiado pelos seus filmes, e seus fãs e nem tão fãs não se importam com seu jeito sem graça de rapazinho que estudou com a gente no ensino médio.

O trabalho masculino não é posto em dúvida em nome da beleza.

Demorei um pouco para engolir o raciocínio fútil do tal crítico, um profissional que eu costumava admirar e que em um minuto mostrou que Francis beber ou não se vestir como ele acha que deve é mais importante  para ele que o trabalho incrível feito por ela no filme: a cena em que  vê os outdoors pegando fogo  dói no nosso peito e nos dá vontade de gritar junto com ela.

E não era a capacidade de entrega em cena, de nos envolver com o filme, o que estava sendo julgado?

Podemos ser talentosas, focadas, apaixonadas pelo que fazemos, mas se nosso cabelo não for do comprimento certo e nossas roupas mais fechadas, menos comuns (como o caso do vestido da Francis no Oscar), eles serão usados contra nós se cometermos alguma falha e se até mesmo nos destacarmos em áreas jamais desbravadas.Ou alguém viu a aparência do Lula ser usada contra ele como fizeram indiscriminadamente com a Dilma? Qual era a relevância disso para o futuro do país?

Os tempos passam, as lutas continuam e as formas de nos silenciar tomam outras velocidades e crueldades. Nos diminuir por causa de nossos rostos e corpos é um jeito de calar as mulheres que assustam porque se atrevem a não ser o esperado, a se encaixar.

Na mesma intensidade em que algumas pessoas ainda insistem em misturar o talento feminino ao físico, muitas não querem mais saber dessa atitude feia. Comentários criticando a fala do Rubens Edwald Filho, que também deu um show de preconceito ao chamar de rapaz a atriz trans chilena Daniela Vega foram em maior número que os apoiando sua inconveniência. Vídeos com o discurso da Francis foram compartilhados por homens e mulheres e o filme estrelado por Daniela tem sido elogiado e ganhou o Oscar de melhor filme estrangeiro, tornando a postura retrógada do crítico o que ela realmente foi: irrelevante.

Nada mais lindo.

Ainda temos um longo caminho para que nossas vozes sejam ouvidas com respeitos sem usarem nossos rostos e corpos como motivo de chacota, mas mulheres como Francis mostram com garra e autenticidade que um rosto fabricado é apenas um detalhe. E dá forças para que mulheres comuns como nós encontrem em si mesmas a delícia de ser maravilhosas com o   jeito único de cada uma.

Homens como o Rubens continuarão existindo,tentando calar e denegrir as mulheres de Hollywood e as da nossa realidade porque não entendem que a beleza feminina é muito mais que seus olhos caretas podem ver. Estão presos ao passado, tendo atitudes que o presente e o futuro estão questionando e passando a não admitir.

Azar o deles, sorte, muita sorte a nossa.

 

Texto por Débora da Silva Consiglio

1 - 12341121_1132849463393240_1675533796139329107_n

 

36 anos, professora para viver, escritora para não. Palmeirense, tatuada, tia de quatro, noiva de um, feliz por vocação, ser humano e feminista em constante evolução.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *