Dica de E-book : Lobos Brancos Entre Ovelhas

Antes de começar essa resenha tenho que fazer uma confissão: até o ano passado nunca havia lido um e-book e não simpatizava muito com a ideia de trocar um livro físico por uma cópia digital. Mas,como em 2016 eu havia derrubado um outro preconceito meu – de não gostar de ler e alugar livros livros de biblioteca (salvos os para estudo, na época da faculdade)- resolvi que esse ano daria uma chance para esse novo formato de leitura e um dos meus projetos literários de 2017 é ler a cada dois meses pelo menos um livro digital para fazer um texto para o blog.

Mas, resolvi estabelecer algumas regras antes de começar a minha nova experiência. Então, o livro avaliado deve :

  • Ser escrito por um mulher. – Afinal de contas, esse é um blog de emponderamento feminino.
  • Ser de uma autora que não é famosa.   – A intenção dessa regra é dar espaço para divulgar o trabalho de pequenas escritoras para que elas possam alcançar um público maior.
  • Ter uma história que não seja clichê e/ou seja sexista. – O enredo não precisa ser feminista, mas, como falei antes,não vamos ficar dando dica de mais um livro que não tem nada a ver com a nossa linha editorial.
  • Custar menos de R$5,99. – O preço deve ser acessível e também confesso que não sou muito fã da ideia de ficar pagando um preço muito alto por uma cópia digital.

Para estrear essa nova coluna bimestral, vou na verdade dar uma trapaceada e indicar o último e-book que li em 2016 :” Lobos Brancos Entre Ovelhas”, da Natalia Smirnova Moraes. Se você já acompanha o blog, já deve ter visto o nome dela por aqui, principalmente relacionado ao seu primeiro livro, “O Saotur”. Escrito para concorrer no Prêmio Kindle de Literatura, o enredo de  “Lobos Brancos” se passa em um reino medieval fictício e conta a história de Roury, a obstinada filha de um Hahlock, uma espécie de curandeiro. Órfã de mãe, a jovem ajuda o pai a criar Jukka, seu pequeno e travesso irmão caçula, enquanto seu vilarejo passa por um período de constantes invasões bárbaras. Sua vida muda radicalmente quando conhece um misterioso flautista que parece estar de alguma forma conectado com esses ataques. Não pretendo dizer mais do que isso sobre a sinopse do livro, pois se passar desse ponto vou estragar a melhor parte da história, que é o mistério que gira em torno desse músico cheio de segredos. Leia mais… »

Recomendo muito – Sejamos Todos Feministas

 

Sejamos Todos feministas Capa

 

Quando encontrei o livro “Sejamos Todos Feministas” em uma das prateleiras da biblioteca que costumo frequentar, foi amor à primeira vista. Todo chamativo, com sua capa vermelha, laranja e amarela (africana até o último detalhe de sua linda arte colorida) e com seu título direto e extremamente explicativo, não tive como ignorá-lo e acabei levando uma cópia para casa. Em menos de uma hora já havia devorado o livro – sim, eu leio MUITO rápido !- e estava com um aquele gostinho de quero mais, procurando no Google outras obras de sua autora, a nigeriana Chimamanda Ngozi Adichie.

O livro é uma versão modificada de uma palestra dada pela escritora na TEDxEuston, em 2012 (você pode achar um vídeo desse discurso no Youtube) e já teve um trecho musicado por Beyoncé na música “Flawless”. A versão impressa dele no Brasil foi lançada pela editora Companhia das Letras, a mesma que publica os outros livros de Chimamanda no país. Pequeno e leve, o livreto tem apenas 64 páginas e vem no formato pocket book, que não ocupa muito espaço até nas bolsas mais compactas. Talvez seja difícil encontrá-lo nas lojas físicas de grandes livrarias, mas você pode achar com facilidade na internet e em alguns sites ele custa menos de doze reais. A versão em inglês também está disponível em algumas lojas, mas o preço geralmente é o dobro da versão em português. Leia mais… »